Quinta-feira, 18 de outubro de 2018 -
Agronegócio

O Correio News

16/11/2016 14:13:00

Soja vai abrir 2017 valendo mais de R$90 por saca, projeta consultoria

Depois do peso mexicano, o real é a moeda que mais perdeu valor em real ao dólar após a vitória de Donald Trump para a presidência dos Estados Unidos. Em menos de uma semana, o valor da moeda americana subiu quase 9% na comparação com a brasileira. Os economistas que projetam continuidade das altas para o dólar também preveem preços acima de R$ 90 por saca para a soja já no início de 2017. No entanto, a previsão de valorização do grão não é um consenso entre todos analistas de mercado.

“Tecnicamente e graficamente a gente pode projetar cotações do dólar tão altas como R$ 3,81 a R$ 3,82. Economicamente, a gente vê um teto de R$ 3,75.A grande faixa de oportunidades para o dólar varia de R$ 3,65 a R$ 3,75 em 2016. As regressões econométricas realizadas no estudo da Apexsim, considerando não somente as cotações da soja mas também o comportamento do mercado nos últimos anos, indicam que a saca de soja disponível em Paranaguá pode chegar aos R$ 93 já em 01 de janeiro. Aliado a essa fundamentação matemática, estão a valorização esperada do dólar, que deve tornar a exportação ainda mais atrativa ao longo de toda esta safra e a escassez do produto nas primeiras semanas de janeiro” explica o economista da consultoria Apexsim, Filipe Dawson.

Na segunda-feira, véspera de feriado, consultorias informaram ofertas de R$ 82 a saca de soja base Porto de Paranaguá,  mais detalhes clique aqui: Alta do dólar estimula novas vendas de soja 

A visão de que as melhores oportunidades ainda estão por vir não é um consenso no mercado agrícola neste momento. Para o diretor da AGR Brasil, Pedro Dejneka, há exageros no dólar que devem ser corrigidos. Segundo ele, se não houver problemas climáticos que gerem quebra de safra na América do Sul, o preço da soja na bolsa de Chicago pode voltar a ficar abaixo de US$ 9 por bushel e combinado com dólar inferior a R$ 3,20 no Brasil.

“Eu posso falar em relação a bolsa de Chicago e ao câmbio. Para 2016, câmbio entre R$ 3,30 e R$ 3,50. Em 2017, o câmbio vai abaixo de R$ 3,20 novamente quando a poeira se acalmar e a soja, com clima normal na América do Sul, vai rumo aos US$ 9 por bushel ou até abaixo disso. Agora, é claro, com problemas no clima pode facilmente romper os US$ 10 e ir até US$ 11 por bushel. Mas, na minha opinião será dificílimo atingir os preços que foram atingidos na metade desse ano em qualquer porto do Brasil”, explica.

Comentar

ATENÇÃO! Os comentários são moderados pelo administrador do site.

(Todos os campos são obrigatório. Seu e-mail não será divulgado.)

Nome: E-mail: Comentário:
Restam caracteres.

Comentário(s) desta notícia

Não há comentários

Seja o primeiro a comentar esta matéria.