Quarta-feira, 19 de dezembro de 2018 -
Saúde

Barra Direto com Semana 7 / RONAN DE Sá

14/03/2017 17:38:00

Em nota, Prefeitura pede a MP que ajude a cobrar Estado e União mais recursos

Reprodução

A Prefeitura de Barra do Garças emitiu nota para esclarecer matérias veiculadas no dia ontem (13) em vários portais de notícias no Estado, sobre a notificação do Ministério Público Estadual ao prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (PMDB), e o diretor-geral do Hospital e Pronto-Socorro, Milton Pessoa Morbec para que cessem toda e qualquer cobrança do usuário do SUS de ações e serviços de saúde pública no âmbito da média e alta complexidade, bem como na atenção básica. A medida foi adotada após o MPE ter tido acesso a documentos que apontam a cobrança pecuniária indevida. Veja a nota emitida pela Secretaria de Comunicação.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A prefeitura de Barra do Garças vem fazendo todo o esforço para manter em funcionamento a média e alta complexidade que na verdade é papel da União e do estado.

Para se ter uma idéia para atender moradores de 33 municípios da região o Hospital de Barra do Garças, que é Municipal para receber e regional para atender tem uma despesa mensal de aproximadamente R$ 3 milhões, a União entra com R$ 500 mil e o estado de Mato Grosso com R$ 1 milhão, ficando o restante para os cofres do município que deveria cuidar apenas da atenção básica.

Os desafios são enormes e mesmo com esses problemas foram reformados e ampliados todos os postos de saúde, construídas novas Unidades Básicas de Saúde e o atendimento nas policlínicas passou a ser estendido até meia noite.

A Prefeitura reforça ainda que não foi notificada da determinação do MPE e aproveita o momento para pedir o apoio do Ministério Público para atuar em benefício da população para que estado e União assumam sua responsabilidade com a média e alta complexidade com o aumento e a regularização dos repasses.

Comentar

ATENÇÃO! Os comentários são moderados pelo administrador do site.

(Todos os campos são obrigatório. Seu e-mail não será divulgado.)

Nome: E-mail: Comentário:
Restam caracteres.

Comentário(s) desta notícia

Não há comentários

Seja o primeiro a comentar esta matéria.