Quarta-feira, 19 de dezembro de 2018 -
Economia

Barra Direto com Assessoria

14/03/2017 18:07:00

Clientes residenciais da Energisa podem parcelar débitos com condições especiais até dia 31

Reprodução

Clientes residenciais da Energisa em todo o estado podem ir às agências e postos de atendimento para negociar seus débitos com isenção de multa e redução dos juros pela metade. As condições especiais são válidas até o dia 31 de março e valem para parcelamento de contas vencidas há mais de trinta dias.

“Nossos clientes, assim como toda a população brasileira, estão sentindo o impacto da crise econômica. Lançar a campanha de negociação de débitos neste momento é estratégico para dar aos nossos clientes a oportunidade de quitar pendências com a empresa e assim, poder usufruir do conforto da energia elétrica sem esta preocupação”, pondera o diretor Técnico e Comercial da Energisa Mato Grosso, Amaury Damiance.

Para fazer o parcelamento, o cliente precisa dar uma entrada de 30% do valor do débito, que poderá ser dividido até em 6 vezes, dependendo do valor. A correção monetária e os juros de financiamento serão mantidos. Podem ser parcelados débitos de unidades consumidoras ligadas ou desligadas.

Somente o titular da conta de luz pode fazer esta negociação. É preciso levar documentos pessoais (CPF e RG). Caso o titular não possa comparecer, um representante legal pode ir até as agências e postos de atendimento da Energisa com procuração registrada em cartório e documentos pessoais.

A Energisa Mato Grosso possui 143 agências e postos de atendimento. No site www.energisa.com.br - seção Canais de Atendimento, item Agências de Atendimento - é possível encontrar a unidade mais próxima do cliente. Já pelo aplicativo Energisa On, disponível gratuitamente para download em todo o estado, o cliente encontra o local mais próximo para negociação ao clicar no ícone Atendimento e Pagamento. Há ainda a opção por localidade ou pelo local mais próximo de onde estiver naquele momento.

Mais informações podem ser consultados pelo 0800 646 4196.

Comentar

ATENÇÃO! Os comentários são moderados pelo administrador do site.

(Todos os campos são obrigatório. Seu e-mail não será divulgado.)

Nome: E-mail: Comentário:
Restam caracteres.

Comentário(s) desta notícia

Não há comentários

Seja o primeiro a comentar esta matéria.