Quarta-feira, 17 de outubro de 2018 -
Justiça

Barra Direto com G1 MT / LISLAINE DOS ANJOS

25/04/2017 12:38:00

'Família está destruída', diz pai de universitário morto ao sair de festa em MT

Jovem de 22 anos foi morto com um tiro em Nova Xavantina, no último dia 9. Suspeito de matar estudante é comandante da Polícia Militar naquele município.

Reprodução

A família do estudante Renan Luna, de 22 anos, cobra justiça após o jovem ser assassinado com um tiro na cabeça ao sair de uma festa universitária no último dia 9, em Nova Xavantina, a 651 km da capital. Ao G1, o pai do estudante, Vando Lima, diz que a família está sofrendo e que não quer que o caso seja esquecido.

"Meu filho não era bandido, ele foi executado. A família está destruída e revoltada, porque o meu menino morreu chegando no carro dele, de graça, sem ter feito nada”, disse o pai.

O major da Polícia Militar Roosevelth Escolástico, que é comandante da 3ª Companhia de PM em Nova Xavantina, é suspeito de ter feito o disparo que matou o jovem. À Polícia Civil, ele negou ter atirado contra o jovem. Ao G1, ele afirmou ter feito disparos na festa universitária, mas disse que todos foram em direção ao solo.

O pai do universitário nega que tenha ocorrido algo na festa que possa ter resultado na morte do filho dele. "Esse caso só tem uma versão, porque só ele [o major da PM] viu um tiroteio na festa. As histórias não batem. Estamos cobrando lisura nas investigações. Queremos justiça", afirmou.

Na semana passada, familiares e amigos do estudante fizeram um passeata pelas principais ruas e avenidas de Água Boa, a 736 km de Cuiabá. Segundo a família do estudante, cerca de 500 pessoas participaram do protesto, carregando faixas e cartazes em que pedem justiça e celeridade nas investigações.

O crime

Renan Luna era da cidade de Água Boa, mas estudava engenharia elétrica em Bauru (SP). Segundo a polícia, ele foi morto quando saía de uma festa promovida pelo curso de engenharia civil da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) no Clube Campestre, em Nova Xavantina. O tiro teria atingido o universitário quando ele chegava ao seu carro.

 

Comentar

ATENÇÃO! Os comentários são moderados pelo administrador do site.

(Todos os campos são obrigatório. Seu e-mail não será divulgado.)

Nome: E-mail: Comentário:
Restam caracteres.

Comentário(s) desta notícia

Não há comentários

Seja o primeiro a comentar esta matéria.