ALMT - Isso é lei
Terça-feira, 24 de outubro de 2017 -
Política

Folha Max / RAFAEL COSTA

06/08/2017 12:00:00

DEM já pensa em lançar Botelho ao Governo de MT

Reprodução

O ex-prefeito Mauro Mendes, os deputados federais Fábio Garcia e Adilton Sachetti, assim como os deputados estaduais Eduardo Botelho, Adriano Silva, Mauro Savi e Max Russi, todos do PSB, devem migrar para o Parido Democratas (DEM). As negociações tiveram avanço na manhã de ontem durante reunião realizada na casa do ex-senador Jaime Campos (DEM), em Várzea Grande.

Também participaram do encontro o ex-deputado federal Júlio Campos, Fabio Garcia e Mauro Mendes. De acordo com Júlio Campos, os socialistas irão aguardar a apreciação da reforma política por parte do Congresso Nacional para fazer a migração. Isto porque, com a aprovação desta medida será aberta uma janela partidária para que os políticos com mandato eletivo troquem de partido sem perder o mandato.

Júlio afirmou que apenas o deputado estadual Oscar Bezerra (PSB) ainda não se decidiu. “Fizemos o convite oficialmente e analisamos todos os cenários, principalmente a situação do DEM nas bases eleitorais deles e não houve problema algum, com exceção do deputado Oscar que pode ser que opte pelo PP”, revelou o ex-parlamentar.

Fabio Garcia afirmou que a decisão será tomada em conjunto por todos os correligionários. “Ainda não batemos o martelo definitivo, mas realmente o DEM é o partido que nós estamos mais próximos”, disse.

O “namoro” entre os socialistas e o DEM começou em Brasília no mês passado quando o presidente nacional da legenda, Rodrigo Maia convidou os correligionários do PSB para migrar para a sigla. “Este projeto começou quando o nosso líder Rodrigo Maia e Agripino Maia convidaram os deputados federais do PSB para vir para o DEM, pois eles estavam descontentes com a postura da direção nacional. Após isso, fui a Brasília e recebi o aval para fazer esta articulação no Estado”, conta Júlio Campos.

Em Mato Grosso, a debandada dos socialistas para o DEM foi motivada pela destituição do diretório regional da legenda por decisão do presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira.

Além disso, eles ficaram insatisfeitos com o fato da executiva nacional articular o retorno do deputado federal Valtenir Pereira a sigla, já na condição de presidente do diretório no Estado.

Para Júlio Campos, a vinda de Mendes e dos deputados federais e estaduais irá fortalecer o partido para a eleição de 2018. De acordo com ele, o DEM já trabalha com a possibilidade de vir a buscar espaço para uma candidatura majoritária seja a governo, vice ou senado. Entre os possíveis nomes estariam Mauro Mendes, Jaime Campos e Eduardo Botelho.

Comentar

ATENÇÃO! Os comentários são moderados pelo administrador do site.

(Todos os campos são obrigatório. Seu e-mail não será divulgado.)

Nome: E-mail: Comentário:
Restam caracteres.

Comentário(s) desta notícia

Não há comentários

Seja o primeiro a comentar esta matéria.

Águas de Barra do Garças
Elaine Souza
EuMeDeiBem.com