ALMT - Isso é lei
Terça-feira, 24 de outubro de 2017 -
Cidades

Folha Max

12/08/2017 13:47:00

Convênio com o Exército vai solucionar trânsito e impulsionar desenvolvimento no Araguaia

Reprodução

Um convênio será firmado entre o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e o Exército Brasileiro para viabilizar o contorno de Aragarças (GO), que compõe o acesso à região do Araguaia junto a outros dois municípios mato-grossenses: Barra do Garças e Pontal do Araguaia. O entendimento foi firmado em reunião solicitada pelo senador Wellington Fagundes (PR-MT) no Quartel-General do Exército, em Brasília, nesta quarta-feira (9).

O parlamentar tem sido responsável pelas tratativas sobre esse gargalo regional. Segundo ele, a iniciativa vai beneficiar os municípios de Mato Grosso, desafogando o trânsito e prevenindo acidentes, ao mesmo tempo em que permite o bom escoamento da produção do Estado. Nesse trabalho, estão previstas  obras complementares, que vão promover o desenvolvimento de Aragarças, Barra e Pontal.

“Aqui, temos várias alternativas que estão sendo estudadas, como por exemplo melhorar a avenida na beira do rio Araguaia, criando uma área de proteção ambiental” - exemplificou o senador republicano.

O local onde deve passar o novo tráfego, no município de Aragarças, é de propriedade do Exército, e por isso há necessidade do convênio e dos próprios militares executarem os serviços, o que trará maior agilidade e qualidade ao trecho. “É importante salientar que essa área do Exército não será um local que vai atravancar o desenvolvimento. Nós vamos criar um parque ambiental dentro da cidade de Aragarças, e isso será muito importante para a melhoria da qualidade de vida da população de toda a região”, elucidou Fagundes.

O parlamentar informa que isso garantirá tranquilidade à população goiana e mato-grossense, pois a atual passagem de caminhões e carretas, nos centros das três cidades é “intrafegável”. “É claro que será mantido aquilo que foi bom, no passado: a estrada passando no centro da cidade para promover o desenvolvimento, com o contorno viário, criando uma outra área de crescimento para o município, mas claro, com toda proteção para que no futuro não tenhamos novamente um trecho sufocado”, ponderou Wellington.

O General-de-Exército Cláudio Coscia Moura explicou que a proposta para melhorar a circulação na região foi feita pelo Dnit, visando auxiliar o município a evitar um trânsito pesado no seu interior. Para ele, o trabalho a ser realizado representa um “ganha-ganha”, pois serão atendidos os interesses da sociedade, da prefeitura, dos dois Estados e também do próprio Exército”, garantiu.

Segundo o General, o estudo já está sendo feito com a elaboração do projeto por conta do Dnit. “Já tem componente na área fazendo topografia e levantamentos de traçado. Quando isso finalizar, haverá um Termo de Execução Descentralizada assinado, em que contaremos com o apoio do Departamento na parte de recursos para executarmos as obras. Está tudo bem adiantado, agora é só terminar a definição de traçado, tendo em vista que há algumas pendências de qual seria o melhor para a ocasião. Muito em breve a parte do anel viário vai sair”, adiantou o General.

O diretor de Infraestrutura Rodoviária do Dnit, Luiz Antônio Garcia, acrescentou que as obras no contorno viário dos três municípios foram incluídas no Programa de Aceleração do Crescimento, no ano passado, por uma iniciativa do Ministério do Planejamento. “Já temos adiantadas a construção das duas pontes: uma sobre o rio Araguaia e a outra sobre o rio Garças, além das obras de terraplanagem no estado de Mato Grosso. Com o Exército, teremos uma cooperação com o Departamento de Engenharia de Construção, e as forças armadas nos cederão esta área, contornando sua propriedade e viabilizando a execução do lado de Goiás”, afirmou Garcia.

Segundo o diretor, os serviços darão “opção para o tráfego de longa distância, tirando os caminhões compostos por sete a nove eixos e que hoje acabam passando pelo centro das três cidades, trazendo um transtorno muito grande. “Além da qualidade de vida, garantiremos a redução do tempo de viagem de nossa produção, desonerando os produtos agrícolas de MT”, comemorou.

A deputada federal Magda Mofatto (PR-GO) disse que o encontro no Q.G do Exército foi imprescindível para definir as últimas tratativas que consolidarão a BR no contorno de Aragarças, beneficiando uma região altamente turística. “Hoje, esta é uma fronteira de circulação de escoamento de grãos e mercadorias de MT, passando por GO, e ficou insuportável o trânsito dessas carretas dentro do município. Mas também temos de acrescentar que, em época de temporada, os municípios recebem uma afluência muito grande de visitantes, o que piora ainda mais o trânsito das cidades, tornando quase impossível você atravessar a rua nessa época”, completou Mofatto.

Comentar

ATENÇÃO! Os comentários são moderados pelo administrador do site.

(Todos os campos são obrigatório. Seu e-mail não será divulgado.)

Nome: E-mail: Comentário:
Restam caracteres.

Comentário(s) desta notícia

Não há comentários

Seja o primeiro a comentar esta matéria.

Águas de Barra do Garças
Elaine Souza
EuMeDeiBem.com