Quarta-feira, 17 de outubro de 2018 -
Política

Assessoria / EDUARDO RICCI

16/08/2017 22:21:00

Guilherme Maluf promove seminário Mulheres Empreendedoras

O deputado destaca a importância de ações continuadas para capacitar e gerar renda para as famílias

Ronaldo Mazza/ALMT

Mulheres interessadas em se capacitar para serem empreendedoras, terão uma boa oportunidade no próximo dia 25 de agosto. O gabinete do deputado Guilherme Maluf (PSDB) promove no auditório Milton Figueiredo, da Assembleia Legislativa, o Seminário Mulheres Empreendedoras. O objetivo é fornecer informações completas sobre as providências necessárias para se tornar um empreendedor, incluindo a legislação básica, crédito e direitos do consumidor.

“Estamos dando continuidade às iniciativas voltadas à capacitação profissional das donas de casa e mulheres em geral, a exemplo do que fizemos no ano passado com o projeto Mulheres em Ação”, disse o deputado Guilherme Maluf. Na época, 1.200 mulheres foram qualificadas em diferentes cursos.

“Agora, com este seminário Mulheres Empreendedoras, avançamos no  processo de esclarecer e informar as mulheres sobre como se tornar uma empreendedora, ter seu próprio negócio, conseguir crédito e financiamento para a aquisição de equipamentos e insumos. Capacitadas para o empreendedorismo, as mulheres melhoram sua autoestima, geram renda própria e melhores condições de vida para toda a sua família”, destacou o deputado.

O seminário tem como público-alvo associações de mulheres, clubes de mães e donas de casa. A programação prevê às 9h30 a palestra da Analista Técnica do SEBRAE-MT, Carla Vecchi, com o tema “Busca de Informações, Rede de Contatos e Auto-independência”.

Às 10h o tema será “Empreendedorismo e Crédito, com o Secretário-executivo do DESENVOLVE MT – Agência de Fomento, José Gamballi Neto. Às 10h30 a palestrante será a advogada especialista em Direito do Consumidor Gisela Simona Viana de Souza. Ela vai falar sobre a aplicação do Código de Defesa do Consumidor no Empreendedorismo.

O deputado Guilherme Maluf ressalta que em tempos de crise, o empreendedorismo é uma alternativa importante para quem perdeu o emprego ou busca uma renda extra. “No caso das mulheres esta solução pode ser mais viável que um emprego com horário rígido, já que boa parte delas tem que fazer a chamada jornada dupla”, enfatizou.

Muitas brasileiras são responsáveis, sozinhas, pela organização da casa e o sustento da família. Elas são a única fonte de renda e ainda têm que cuidar da atividade doméstica. Nesse caso, a atividade empreendedora desenvolvida em casa mesmo facilita muito a superação das dificuldades. O empreendedorismo, lembra o deputado, tem se mostrado um grande caminho de conciliação das jornadas femininas.

Mulheres superam homens

As mulheres brasileiras estão à frente dos homens na criação de novos negócios. Segundo a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor 2016, coordenada no Brasil pelo SEBRAE e Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade, a taxa de empreendedorismo entre os que tem um negócio com até três anos e meio de existência ficou em 15,4% entre as mulheres, contra 12,6% dos homens.  

Comentar

ATENÇÃO! Os comentários são moderados pelo administrador do site.

(Todos os campos são obrigatório. Seu e-mail não será divulgado.)

Nome: E-mail: Comentário:
Restam caracteres.

Comentário(s) desta notícia

Não há comentários

Seja o primeiro a comentar esta matéria.